Arquivos para technologia

IoT Contest 2017

1 01UTC julho 01UTC 2017 — Deixe um comentário

Pessoal,

O Instructables, maior site de DYI do mundo,  acaba de definir os finalistas de seu concurso “Internet of Things 2017”, onde orgulhosamente farei parte do corpo de jurados.

São inúmeros projetos envolvendo Arduino, NodeMCU, Raspberry Pi, Alexa, etc. Vale a pena conhecer os projetos, clicando no link abaixo:

https://www.instructables.com/contest/iot2017/finalists/

Convido a voces a conhecerem os finalistas de 2017 e a mandarem seus comentários e sugestões sobre os melhores projetos aqui ou na pagina do MJRoBot no Facebook . Até o dia 10/7 estarei compilando as sugestões para o julgamneto do concurso.

Este é um concurso muito legal, onde em 2016 fui um dos vencedores com o projeto abaixo:

IoT: Connecting the RPi, Arduino and the World!

fthks6kio0gbwxy-medium

Um abraço e saludos desde el sur del mundo!

Marcelo

 

Anúncios

A edição de maio da revista britânica MagPi publicou uma matéria muito legal sobre meu Projeto “Mars Rover Tupiniquin”. Para quem não conhece, a MagPi é a revista oficial do RapsberryPi. Você pode baixar grátis as edições da revista em PDF.

A edição de maio (45) pode ser baixada no link: https://raspberrypi.org/magpi-issues/MagPi45.pdf

Espero que gostem!

(A repórter trocou o meu nome por “Marcio”, mas está valendo! 😉

IMG_0471

IMG_0472

Não deixe de visitar e seguir minha página: MJRoBot.org no Facebook

Saludos desde el sur del mundo! 😉

Um abraço e obrigado

Marcelo

Esta é a segunda e última parte de um projeto mais complexo, que explora a potencialidade de um robô seguidor de linha. Nesta etapa, aplicaremos conceitos de inteligência artificial na exploração de labirintos, implementando algoritmos que nos ajudarão a encontrar o caminho da saída mais curto e rápido.

Continue lendo...

 

bluetooth-logo

Uma rede sem fio local (e pessoal) porreta é sem dúvida a Bluetooth (BT). Hoje em nosso dia-a-dia é comum encontrar-nos com celulares, aparelhos de som, cameras, etc., entrelaçados com a ajuda da famosa “luzinha azul”

No mundo do IoT e da automação em geral, é muito comum deparar-nos com controles remotos via celulares utilizando tecnologia BT. Isso é devido a 2 componentes básicos mas muito importantes:

  1. Plataforma de desenvolvimento para OS ANDROID
  2. Módulos BT baratos e acessíveis (Como por exemplo o HC-06)

Neste tutorial, vou desenvolver algumas idéias de como controlar as saídas de um Arduíno através de um celular de maneira a mover um Robot, acionar lâmpadas em uma casa, etc.

No mercado é comum encontrar módulos de BT 3.0  “Master-Slave” como o HC-05  e “Slaves” como o HC-06. Já mais recentemente, apareceram os HC-08 e HC-10 que trabalham com tecnologia BT 4.0 ou BLE (“Bluetooth Low Energy”). Os módulos BLE são os únicos que podem ser conectados a um Iphone, pois infelizmente a Apple não fornece suporte a ao BT 3.0.

Para os projetos discutidos aqui, usarei um HC-06 que é bem popular e barato (Bye, bye, Iphone, vamos de Android!). O Módulo é alimentado com 5V o que faz com que ele seja facilmente conectado a um Arduino

HC06 PinsUNO por exemplo, para receber e transmitir informações a outros dispositivos como um PC ou um telefone celular. Seus pinos de transmissão e recepção podem ser conectados diretamente ao UNO, não havendo a necessidade de se utilizar divisores de tensão como vimos no caso do ESP8266.

Na prática, o HC-06 deve ser ligado diretamente aos pinos 0 e 1 do Arduino (Serial):

  • HC06-Tx ao Arduino pin 0 (Rx)
  • HC06-Rx ao Arduino pin 1 (Tx)

Ao se usar a entrada serial por HW do UNO é muito importante lembrar-se que o HC-06 não pode estar fisicamente conectado aos pinos 0 e 1 durante a carga do programa, isso porque o USB também usa essa mesma serial.  Uma maneira simples de se contornar esse probleminha (se seu projeto não utiliza muitos GPIOs do UNO) é usar uma porta serial por SW através da library SoftwareSerial (a mesma que usamos no caso do ESP8266). Em nosso caso aqui, usaremos os pinos 10 e 11 do UNO (Tx, Rx respectivamente).

UNO-HC06

Continue lendo…

Para começar (e se desenvolver) no mundo da eletrônica, o melhor caminho sem dúvida é a internet! Vai aqui uma super dica de como se tornar um grande programador através da técnica do “Psychding”:

Psychding

Heheheheheh! Seria bom se só isso resolvesse! Mas ajuda, claro! Mas para aprender mesmo, vale a pena uns cursos, muita leitura e claro, “mãos na massa!”. Para o pessoal que está no Brasil um site muito legal é o:

Laboratório de Garagem

Como o pessoal do Garagem mesmo explica, “O Laboratório de Garagem é uma iniciativa voltada para a integração, colaboração e apoio aos desenvolvedores independentes de ciência e tecnologia, ou como gostamos de ser chamados: garagistas.

Somos uma rede social, uma incubadora, uma loja virtual e um grupo de pessoas que acreditam que a próxima revolução pode (e vai) sair de uma garagem, ainda mais se ela estiver conectada a muitas outras garagens.

Eu também sou um dos garagistas e tenho procurado dar meus pitecos por lá. Vale a pena se associar, participar, mandar sugestões, etc. O pessoal de lá é muito legal, estão sempre prontos a ajudar, não importando se as dúvidas são básicas ou complicadas!

O Lab de Garagem por exemplo, tem um curso on-line básico muito legal (em português) para quem quer se iniciar no mundo dos Arduinos:

Curso Arduino – Loboratorio de Garagem

É isso aí! Inté!

Marcelo Rovai no Garagem

No meu último post, comentei que o curso que fiz através da plataforma EDX me ajudou a re-descobrir o mundo da eletrônica. De lá para cá, tenho nas horas vagas procurado fazer alguns cursos tanto do EDX quanto do COURSERA. Essas plataformas são a ponta de lança para que grandes universidades ou empresas possam propiciar cursos on-line. Em geral a qualidade é muito boa e a profundidade depende da instituição ou do tema. Como regra geral, eu diria que os cursos do EDX são mais complexos, profundos e necessitam bastante dedicação e tempo. Já os do COURSERA, são mais superficiais e rápidos. Esses cursos são conhecidos como MOOC (Massive Open Online Course) e seguramente vão transformar a educação como a conhecemos hoje.

Existem tanto cursos “isolados” sobre um determinado tema  como outros que são “Especializações”, ou seja um conjunto de cursos (em geral 5 + um projeto final) que também podem ser feitos individualmente. Todos os cursos podem ser feitos sem certificado final (gratuitos) ou com direito a certificado (em média, uns USD50/curso).

Aqui vão algumas sugestões de cursos que estão abertos no momento, outros que já fecharam, mas ainda disponibilizam conteúdos e alguns que ainda estão por vir:

O legal é explorar as plataformas (no primeiro parágrafo estão os links) e encontrar o curso que te apetece. Tem para todos os gostos!

Boa sorte, arregasse as mangas e mande bala!

Saludos!

File 1-12-16, 19 31 04

File 1-12-16, 19 27 12

File 1-12-16, 19 26 44

 

 

MJRoBot I – O Robot de Berkeley

11 11UTC janeiro 11UTC 2016 — 2 Comentários

Passos para a construção de um robot autônomo.

Continue lendo...