IoT: Sensor de movimento com o NodeMCU e BLYNK

 

Step 1: Principais componentes

  • Resistor (1K, 2.2K and 330ohm)
  • LED
  • Breadboard
  • Cables

Step 2: O HC-SR501 “Passive Infrared (PIR) Motion Sensor”

Este módulo de sensor de movimento utiliza-se do sensor passivo de sinal infravermelho  LHI778 e o do circuito integrado BISS0001 para controlar como o “movimento deve ser detectado”.

O módulo possui sensibilidade ajustável que permite uma faixa de detecção de movimento de 3 a 7 metros.

O módulo também inclui ajustes de atraso de tempo e seleção de gatilho que permitem ajustes finos dentro de sua aplicação.

fkscpzbivo85exc-large

f19wasdivo85ey1-large

 

O link abaixo nos fornece mais detalhes do funcionamanto do sensor:

Arduino HC-SR501 Motion Sensor Tutorial

Step 3: O HW

O HW é muito simples. O sensor tem 3 pinos (+ 5V, GND e Saída).

É importante lembrar que a saída do HC-SR501 gera um sinal lógico de + 5V (ALTO) ou 0V (LOW), o qual NÃO É COMPATÍVEL com os níveis de entrada do NodeMCU, que funciona com o nível 3.3V.

Assim, você precisará de um divisor de tensão para converter os níveis de sinal (veja o diagrama elétrico acima).

  • Saída do HC-SR501 ==> para a entrada do divisor de tensão
  • NodeMCU Pin D1 (GPIO 5) ==> para o ponto médio do Divisor de Tensão

Também incluíremos um LED no pino D7 (GPIO13), para uma visualização local.

Step 4: Testando o sensor

Primeiramente faremos um programinha simples para testar e calibrar o sensor.

Carregue o código abaixo no Arduino IDE:

/* HC-SR501 Motion Detector */
#define ledPin D7 // Red LED
#define pirPin D1 // Input for HC-SR501
int pirValue; // variable to store read PIR Value
void setup() 
{
  pinMode(ledPin, OUTPUT);
  pinMode(pirPin, INPUT);
  digitalWrite(ledPin, LOW);
}
void loop() 
{
  pirValue = digitalRead(pirPin);
  digitalWrite(ledPin, pirValue);
}

Ao fazer um movimento na frente do sensor, você verá o LED vermelho acender. Você poderá usar o código acima para ajustes no sensor, se necessário.

Se você não sabe como preparar o IDE do arduino para trabalhar com o NodeMCU, por favor de uma olhadinha em meu tutorial:

Do “blink” ao BLYNK, uma viagem pela “Internet das coisas” nas asas do NodeMCU ESP-12E

Step 5: Incluindo o BLYNK

Siga os Passos abaixo::

  • Crie um  New Project.
  • Defina um nome para o projeto (em meu caso: “Motion Detector“)

  • Selecione NodeMCU como HW Model
  • Copie o  AUTH TOKEN para ser adicionado ao seu código do IDE (o melhor é enviar-lo para seu email).
  • Inclua o “Widget”:  Push Notification.

  • Pressione “Play” (o triangulo no canto superior direito)

fyieb1nivo85k5p-large

Naturalmante o appicativo Blynk nesse ponto irá informar que o NodeMCU está off-line. antes de rodar o aplicativo Blynk, o codigo deve ser carregado e iniciado no módulo NodeMCU. Abaixo o código a ser ingressado no Arduino IDE:

/**************************************************************
 * IoT Motion Detector with Blynk
 * Blynk library is licensed under MIT license
 * This example code is in public domain.
 * 
 * Developed by Marcelo Rovai - 30 November 2016
 **************************************************************/
#include 
#define BLYNK_PRINT Serial    // Comment this out to disable prints and save space
#include 
char auth[] = "YOUR AUTH CODE HERE";
/* WiFi credentials */
char ssid[] = "YOUR SSID";
char pass[] = "YOUR PASSWORD";
/* HC-SR501 Motion Detector */
#define ledPin D7 
#define pirPin D1 // Input for HC-S501
int pirValue; // Place to store read PIR Value
void setup()
{
  Serial.begin(115200);
  delay(10);
  Blynk.begin(auth, ssid, pass);
  pinMode(ledPin, OUTPUT);
  pinMode(pirPin, INPUT);
  digitalWrite(ledPin, LOW);
}
void loop()
{
  getPirValue();
  Blynk.run();
}
/***************************************************
 * Get PIR data
 **************************************************/
void getPirValue(void)
{
  pirValue = digitalRead(pirPin);
  if (pirValue) 
  { 
    Serial.println("==> Motion detected");
    Blynk.notify("T==> Motion detected");  
  }
  digitalWrite(ledPin, pirValue);
}

Assim que o código é carregado e executado, verifique a aplicação BLYNK, a qual também deverá estar funcionando.

Faça um movimento na frente do sensor, você deverá receber uma mensagem em seu celular como a mostrada abaixo:

Abaixo o código completo para ser executado no Arduino IDE (não se esqueça de entrar com seus dados):

Step 6: Conclusão

Como sempre, espero que este projeto ajude outras pessoas a encontrar seu caminho no apaixonante mundo da eletrônica e do IoT!

Não deixe de visitar e seguir minha página: MJRoBot.org no Facebook

“Saludos desde el sur del mundo!” 😉

Um abraço e até o próximo post!

Obrigado

Marcelo

LaserCat – IoT com NodeMCU e Blynk

Exploraremos como controlar servos via internet, utilizando-se o NodeMCU ESP12-E e o Blynk.

Este é um projeto muito simples, onde a idéia principal é explorar como controlar servos via internet. Para isso, usaremos uma grande dupla de componentes, o NodeMCU ESP12-E e um aplicativo Blynk.
O projeto foi baseado em um grande tutorial: Smartphone Controlled Cat Laser, desenvolvido usando-se um Arduino Uno conectado a um PC via Serial. Aqui porém, usaremos o NodeMCU, em um formato mais “portátil” utilizando-se WiFi e bateria.

IMPORTANTE: O apontador laser pode ser perigoso se apontado diretamente para os olhos. Proteja os seus olhos, o de animais e outras pessoas. Use com cuidado.

Abaixo, você poderá ver minha gatinha Cleo brincando com o laser:

Step 1: Os componentes principais:

Step 2: O mecanismo “Pan/Tilt” de posicionamento

Vamos construir um mecanismo de “Pan / Tilt” muito simples, montando os servos “um em cima do outro” como mostrado nas fotos abaixo:

  • O “Pan” Servo  é usado “como base”. Mantenha-o na vertical.

  • Fixe o “Tilt” Servo sobre a parte de movimento do “Pan” Servo  (na posição horizontal)
  • Fixe o ponteiro laser na parte movel do “Tilt” Servo como mostrado.

Note que usei algumas peças metálicas, aproveitadas de um brinquedo desmontado, como estrutura de base para o mecanismo “Pan / Tilt”. Você poderá utilizar outros tipos de estrutura, O importante é manter os movimentos horizontal e vertical.

Step 3: O HW

O circuito elétrico é bem simples:

Antes de iniciar as conexões, leve em consideração que apesar do nodeMCU ser alimentado com 5V, ele funciona internamente com 3.3V (assim como seus pinos de I/O). Assim, os Servos não poderão ser alimentados a partir de uma das 3 saídas de 3.3V do NodeMCU. A exceção é o pino “Vin”, que pode tanto fornecer 5V para o breadboard “+ VCC rail”quanto alimentar o NodeMCU quando uma fonte externa é utilizada (como mostrado no diagrama elétrico abaixo).

O módulo laser deve ser alimentado com 5V, porém ele também funciona com 3.3V o  que faz com que a potência do laser seja menor e consequentemente, seu uso mais seguro.

IMPORTANTE: O apontador laser pode ser perigoso se apontado diretamente para os olhos. Proteja os seus olhos, o de animais e outras pessoas. Use com cuidado.

Observando atentamente o diagrama elétrico acima, execute as seguintes ligações:

  • Ligue o cabo de dados do servo Pan (eixo X) ao NodeMCU Pin D1 (note que todos os pinos digitais do NodeMCU são PWM)
  • Ligue os dados do servo Tilt (eixo “Y”) ao NodeMCU Pin D2
  • Ligue o pino “S” do ponteiro laser ao NodeMCU Pin D3
  • Ligue o pino “Vin” de NodeMCU ao “+ 5V Rail” do Breadboard
  • Conecte os pinos GND (comum ou terra) do NodeMCU, Servos e Ponteiro Laser ao “GND Rail” do Breadboard
  • Conecte os cabos de alimentação dos Servos ao  “+ 5V Rail” do Breadboard

 

Step 4: O codigo

Para o controle dos servos, usaremos a biblioteca do IDE: Servo.h, a qual gerará sinais PWM posicionando-os facilmente com entradas angulares.

Uma vez que a base do projeto é usar o aplicativo BLYNK, o código torna-se muito simples. Devemos definir 4 variáveis virtuais:

V0: “X position”

V1: “Y position”

V2: “Random or manual” operation

V3: Laser ON/OFF command

BLYNK_WRITE(V0)
{
  xPotReading = param.asInt();
}
BLYNK_WRITE(V1) 
{
  yPotReading = param.asInt();
}
BLYNK_WRITE(V2) 
{
  randState = param.asInt();
}
BLYNK_WRITE(V4) 
{
  laserState = param.asInt();
}

Se você não sabe como preparar o IDE do Arduino para trabalhar com o NodeMCU, por favor de uma olhadinha em meu tutorial:

Do “blink” ao BLYNK, uma viagem pela “Internet das coisas” nas asas do NodeMCU ESP-12E

Abaixo, o código completo. de uma passada de olhos nele. É muito fácil de entender.

Step 5: O “Blynk”

Step 6: Conclusão

Como sempre, espero que este projeto ajude outras pessoas a encontrar seu caminho no apaixonante mundo da eletrônica e do IoT!

Não deixe de visitar e seguir minha página: MJRoBot.org no Facebook

Um abraço e até o próximo post!

“Saludos desde el sur del mundo!” 😉

Obrigado

Marcelo